A indústria de alimentos saudáveis nos Estados Unidos

Apesar da cozinha dos Estados Unidos não ser tão badalada como a da França e da Itália, os Estados Unidos tem a melhor seleção de lojas de produtos naturais e saudáveis de qualquer país do mundo. Claro, isso depende de qual cidade você está.

 

Cidades como São Francisco, Seattle ou Miami possuem uma fantástica seleção de produtos frescos, lojas como a Wild Oats e Whole Foods merecem elogios por fornecer produtos saudáveis, frescos, diariamente a preços razoáveis. É realmente um dos milagres modernos da civilização que podemos entrar em uma loja e comprar bananas ou frutas como a lichia ou outras frutas exóticas que não estariam disponíveis se estivéssemos limitados à compra de frutas encontradas no local.

Sem dúvida é importante comprar produtos locais sempre que possível, para garantir os empregos locais por meio de cooperativas de alimentos e mercados dos agricultores. Mas às vezes você quer alimentos de fora da sua região geográfica.

A indústria de produtos de saúde no país é fantástica também. Os Estado Unidos tem suplementos nutricionais prontamente disponíveis em todas as lojas de alimentos saudáveis que podem literalmente tratar, prevenir e até mesmo reverter doenças crônicas. Você pode visitar uma dessas lojas e comprar ervas medicinais, remédios homeopáticos ou suplementos nutricionais que podem ajudar a melhorar a sua condição.

Um pouco de história

Ao obter uma visão global sobre a cultura do país, a história, e as pessoas através de sua comida, é preciso primeiro determinar o que é chamado de comida americana. A imagem que vem à mente é muitas vezes a do diner americano clássico. Em cima da mesa: hambúrgueres, batatas fritas e um milk shake. Ou é frango frito e macarrão com queijo? Embora ambas refeições sejam consideradas pratos americanos por excelência, elas não englobam completamente a população multicultural dos Estados Unidos.

Alguns pratos são distintamente americanos, muitos outros pratos são fusões influenciados por várias culturas.

Aqueles com uma definição restrita de cozinha americana podem apenas considerar alimentos como o churrasco como sendo um prato original norte-americano, porque ele fez sua primeira aparição na mesa de jantar americano. A pizza, por exemplo, é uma adaptação de um prato da Itália, assim como vários outros pratos que foram modificados por influências externas. O mesmo ocorre com as massas, o epítome da comida italiana, também foi alterada drasticamente após a exposição às culturas estrangeiras. O tomate, que é importante para ambos os pratos, não é nativo da Itália. Foi descoberto pela primeira vez na América do Sul, e não foi apresentado a cozinha italiana até por volta de 1550. E, no entanto, hoje em dia o tomate é considerado uma parte essencial da comida italiana. A cozinha, como todos os outros aspectos da cultura, se adapta conforme ela é exposta a influências externas.

Como um país multicultural, os alimentos que são classificados como cozinha americana devem refletir a diversidade do povo. Foi um afluxo de imigrantes que trouxeram iguarias de seus países de origem para os Estados Unidos? Ou foi o prato concebido utilizando os recursos indígenas da região?

O clima quente da Flórida permite que muitas frutas tropicais sejam cultivadas, incluindo manga, mamão e coco. Flórida é o maior produtor de citros dos Estados Unidos, e como um estado peninsular, o marisco é abundante na Flórida. Os sabores da cozinha da Flórida são geralmente picante, devido a influência latino-americana e do Caribe, mas são combinados com a doçura de frutas tropicais, como o molho de manga ou marinadas cítricas.

Log In

Esqueceu sua senha? / Esqueceu seu usuário?